06/06/2020



Produtos de limpeza também são importantes no combate à Covid-19

Além da água e sabão, alguns produtos de limpeza são eficazes no combate ao coronavírus

Por João Paulo Ferreira - 21/maio/2020 - 8:55 | 0 comentários
Cotidiano


Dentre todos os métodos de combate à Covid-19, a utilização dos produtos de limpeza adequados é mais um recurso essencial para a prevenção da doença. Embora a utilização de água e sabão seja a mais simples e uma das medidas mais indicadas, o Ministério da Saúde orienta utilizar outros produtos de limpeza no combate ao novo vírus, entre eles, o álcool 70%, água sanitária, desinfetantes e limpadores multiuso que contenham cloro ou álcool.

Seguindo as orientações do órgão, trazemos dicas para evitar a proliferação do vírus: são recomendadas medidas básicas de higiene, como lavar bem as mãos (dedos, unhas, punho, palma e dorso) com água e sabão, ou álcool 70%. Desinfetar objetos e superfícies tocados frequentemente, como celulares, maçanetas e corrimões com papeis toalha descartáveis e álcool 70%. Porém, vale ressaltar, que o álcool isopropílico é ideal para a limpeza de aparelhos eletrônicos por conter menos de 1% de água, evitando assim a oxidação.

A mesma atenção devemos ter em relação aos brinquedos, pois, por mais que ensinemos as crianças sobre os cuidados com a higiene, manter brinquedos longe desse e de outros vírus é tarefa para os adultos. Com isso, o indicado é lavar esses objetos com água e sabão ou desinfetá-los com álcool 70%, usando de preferência um papel toalha descartável.

É recomendado também realizar, regularmente, a higienização doméstica, com água e sabão, álcool 70%, água sanitária, desinfetantes ou limpadores multiuso com cloro ou álcool.

A cautela cabe também com a higienização de roupas, louça e alimentos. Recomenda-se a utilização de detergentes próprios para cada um dos casos, sendo água e sabão a medida mais simples e indicada.

Ao realizar a higienização de casa é preciso se atentar a não fazer misturas de produtos de limpeza, sob o risco de perderem sua eficácia. Os rótulos dos produtos devem ser sempre consultados a fim de verificar a correta diluição, bem como o manejo do produto.

E por último limpar corretamente as máscaras descartáveis, que, segundo a cirurgiã vascular, Dra. Marília Lomonaco de S. Galhardo, deve ser realizada com água e sabão e depois deixada de molho por pelo menos 10 minutos em solução com 10 ml de água sanitária para 500 ml de água.


Deixe um Comentário




Veja também