26/09/2020



Tarifa de energia é reajustada para Energisa em meio à pandemia

Reajuste de 6,9% na energia em MS fica para julho, mas Energisa vai cobrar ‘diferença’

Por João Paulo Ferreira - 08/abril/2020 - 15:09 | 0 comentários
Cotidiano


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) concedeu na última terça-feira (7) reajuste de 6,01% no valor da tarifa de energia elétrica para consumidores residenciais (B1) atendidos pela Energisa em Mato Grosso do Sul.

Entretanto, em razão da pandemia de covid-19, o aumento foi suspenso pela Aneel por 90 dias. Pelo cronograma normal, antes da suspensão, o reajuste entraria em vigor já nesta quarta-feira (8).

De acordo com o a Aneel, o reajuste com aplicação postergada no estado tem os índices de 6,89% para os consumidores de baixa tensão, de 6,93% para os de alta tensão e um efeito médio para o consumidor de 6,90%.

Conforme a agência, o diferimento foi solicitado pela própria Energisa Mato Grosso do Sul e também pelas outras duas concessionárias que tiveram as tarifas reajustas nesta terça, a Energisa Mato Grosso e a CPFL Paulista.

A diferença nas receitas será ajustada e considerada nos próximos processos tarifários das distribuidoras. As contribuições das empresas à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) – um fundo setorial que tem como objetivo custear diversas políticas públicas do setor elétrico brasileiro – , nesse mesmo período, foram reduzidas do valor diferido, devendo ser repostas à conta no segundo semestre deste ano.


Deixe um Comentário




Veja também