16/05/2021



Filme de Campo Grande, sobre criança humilde que fazia seus próprios brinquedos, ganha prêmios nacionais

Filme ganhou 3 prêmios no Brazil International Monthly Film Festival - March Edition 2021.

Por Redação - 28/abril/2021 - 16:08 | 0 comentários
Cultura


É lá nas memórias da infância que o cineasta Ulísver Silva, de 37 anos, se apegou para construir o personagem Akins, um garoto que tinha o hábito de criar brinquedos por conta própria. Além da criatividade, a narrativa do personagem também inclui a ausência paterna e a baixa renda da família. De Campo Grande, o filme ganhou as telas e ganhou 3 prêmios no Brazil International Monthly Film Festival – March Edition 2021.

“É um festival brasileiro, com sede no Rio de Janeiro e que recebe inscrições do mundo inteiro, tanto que é em inglês e português. Nós fomos contemplados em três categorias neste mês de março. Estou muito feliz, escrevi esse roteiro, montei o projeto e mandei para o fundo de investimentos culturais da prefeitura no ano de 2017. No ano seguinte, fizemos a gravações com 33 pessoas após a compra de materiais, ensaios, edição e depois as filmagens por 3 meses”, explicou o cineasta.

Segundo Ulísver, o filme tem 33 minutos e mostra um garoto que usa caixa de sapato e caixa de fósforo para fazer carrinhos, por exemplo. Após assistir um programa de TV, ele resolve construir sozinho uma máquina feita de sucatas e brinquedos, porém, “o que parecia ser apenas uma brincadeira, se torna um grande desafio para sua autoestima”.

“Escolhi um nome forte, de origem africana já que é um garoto afrobrasileiro e encontrei o nome Akins, de um garoto corajoso. Achei que teria a dificuldade do protagonista, porém, houve uma seleção de elenco e encontramos um ator. Ele mora no bairro Moreninhas e nunca tinha atuado, mas, posso dizer que é um talento nato. A preparadora de elenco viu logo isso e foi bastante natural e tranquilo o trabalho com ele”, explicou o cineasta.

A personagem que fazia a mãe dele já fazia a sua segunda participação em filmes. Moradora de Dourados, na região sul do estado, ele vinha para Campo Grande fazer as gravações. “Eu fiz questão de ir pessoalmente na casa do menino entregar o certificado para ele e também estou enviando para a mãe, eleita como melhor atriz coadjuvante”, comentou.

Conforme o cineasta, o prêmio é um reconhecimento do trabalho, algo muito bacana para todo o elenco. “É um incentivo muito bom, estamos todos muitos felizes”, finalizou.

Quem quiser assistir ao filme, pode clicar no link:

https://www.youtube.com/watch?v=6aSA5gxb30Y

Com informações do site G1


Deixe um Comentário




Veja também