26/02/2021



Fundação de Cultura estuda a realização do carnaval 2021 depois da data oficial

Intenção é preservar a saúde dos foliões neste momento de pandemia

Por Redação - 22/janeiro/2021 - 10:34 | 1 comentário
Capital


A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, em parceria com a Sectur e a Liga das Escolas de Samba de Campo Grande, optou por não realizar o carnaval 2021 nos dias oficiais, de 12 e 16 de fevereiro, para preservar a saúde do público neste momento de pandemia.

O período previsto para a realização dos desfiles das escolas de samba e blocos carnavalescos em todo o Estado ficou estabelecido para acontecer nos meses de maio, junho ou julho, dependendo do andamento da vacinação em massa, que já começou em Mato Grosso do Sul e das medidas restritivas impostas pela Organização Mundial de Saúde.

Devido ao fato de o carnaval ser uma festa que movimenta a economia do Estado e de que muitas pessoas dependem financeiramente da realização das festividades, o carnaval somente deixará de ser realizado em último caso, se as condições de saúde da população devido à pandemia não melhorarem e os decretos municipais não forem flexibilizados.

Segundo o presidente da Fundação de Cultura do Estado, Gustavo de Arruda Castelo, o Governo do Estado já sinalizou positivamente a respeito da realização do carnaval, mesmo que fora da data oficial, posteriormente, mas tudo vai depender das medidas restritivas de biossegurança.

“A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul entende a importância da realização do carnaval por ser uma festividade que faz parte do calendário anual. Porém, esta festa precisa ser realizada com muita responsabilidade por todos os envolvidos”, finaliza Castelo.



Um Comentário

  1. Osvaldo disse:

    Ideia ridícula. O lema de muitos ainda é fique em casa. Mas quando se trata de Carnaval, dinheiro e outras coisas que se relacionam a isso esses mesmos defensores do lema vejam em alto-falantes que daí uns dias não tem problema pois é uma “festa do povo”, é um “acontecimento cultural”, daí dane-se a povo de vai morrer pelo vírus o importante é a festa. Interessante que nas eleições aconteceu a mesma coisa, mas os lerdos já se esqueceram. Esse pessoal da cultura são sem noção!


Deixe um Comentário




Veja também