04/12/2020



Shows de rock são atrações do Som da Concha neste sábado

Bandas Pata de Cachorro e Misbehaviour se apresentam neste final de semana

Por Redação - 14/novembro/2020 - 8:16 | 0 comentários
Cultura


O projeto Som da Concha – Lives 2020 promovido pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), apresenta nesse sábado (14), às 18h, o show “Noite de Terror” com a banda Pata de Cachorro e às 19h, é a vez da banda da cidade de dourados Misbehaviour com o show “Will Kill my Monster”, já no domingo (15), devido às eleições municipais as apresentações foram transferidas para o dia 28 de novembro. Toda a programação será exibida pelo www.youtube.com/fundacaodeculturamsoficial

O show “Noite de Terror” da banda Pata de Cachorro é uma experiência musical tendo como tema o folclore, lendas brasileiras e fantasias sendo tocadas dentro da vertente punk horror de forma enérgica. Para a performance cada integrante da banda assume um pseudônimo, com um nome e uma caracterização visual diferente.

A Pata de Cachorro foi criada em 2017 e realizou sua primeira apresentação em um evento de Halloween produzido em parceria por dois bares da cena underground na capital sul-mato-grossense, seu gênero é o Horror Punk (subgênero do Punk Rock que se inspira em filmes, contos e histórias, fictícias ou não, de Horror/Suspense como fonte de suas letras).

Atualmente é composta por Ícaro Maranhão (baixista e voz), o Grotesco; Gabriel Torrecilha (guitarrista e voz), o Carniça e Augusto Souza (baterista e voz), o Boçal, cada um com uma caracterização específica, e suas letras trazem referências a histórias e lendas do folclore regional e nacional, com a finalidade de valorizar e aumentar a divulgação dessa parte da cultura popular brasileira.

Recentemente a banda está no processo final de gravação e produção do seu primeiro trabalho, um EP com 4 músicas autorais, também iniciando as preparações para a gravação do primeiro disco.

Já o show “Will Kill my Monster” da banda Misbehaviour traz o bom e velho heavy metal, apresentando ao público suas músicas autorais do álbum “This World Will Disapper” (2016) lançado pela Radar Records. Além dos clássicos como Age of Zombies, Play the Game e Fantasy, também tocará seu último single lançado “Marley”, também pela mesma gravadora. Single este que ganhou o prêmio de melhor clipe pela 7ª Mostra Audiovisual de Dourados. Com guitarras pesadas e músicas envolventes, provará ao público que Mato Grosso do Sul é também berço do rock‘n roll.

A banda Misbehaviour de Dourados está no cenário musical desde 1997, sempre trazendo mensagem em suas letras como combate ao preconceito, depressão, entre outros males que atingem a sociedade. Com influências no rock e metal clássicos dos anos 80 e 90, como Iron Maiden, Black Sabbath, Deep Purple, Led Zeppelin entre outras grandes bandas da época. Atualmente a banda é formada por Gilson Buzzio (vocal e guitarra), Nairon Martins (Guitarrista), Pablo Leite (Baixista), Guilherme Queiroz (Tecladista) e Johny Carlos (Baterista).

Em 2000 a banda foi uma das pioneiras no rock douradense a gravar um CD, na capital paulistana, com recursos próprios, totalmente independente, com 7 músicas próprias. Em 2001 a banda participou do Fest Rock Martins também em São Paulo, selecionada entre 800 bandas de todo o Brasil, apenas 49 participaram do evento. No mesmo ano a banda participou de 2 CDs de coletâneas nacionais.

Em 2004 a banda participou do Festival River Rock, na cidade de Indaial (SC), 3 dias de festival com bandas de renome como o Korzus e novos talentos de todo o Brasil. Neste mesmo ano a banda deu uma pausa nas suas atividades. O retorno aconteceu 9 anos e meio depois, em março de 2013, sendo gravado o novo EP da banda em 2014 com 04 músicas próprias intitulado intencionalmente BACK TO THE GAME! Em 2016 a banda lançou mais um álbum intitulado THIS WORLD WILL DISAPPEAR. Com essa longa trajetória a banda se apresentou em diversas cidades de Mato Grosso do Sul, na capital paulistana, Santa Catarina e também no pais vizinho, o Paraguai.

Som da Concha – O projeto criado em 2008 pela Fundação de Cultura proporciona shows aos domingos com entrada franca na Concha Acústica Helena Meirelles, que fica no Parque das Nações Indígenas. O projeto valoriza e difunde a produção musical sul-mato-grossense, selecionando músicos instrumentistas ou cantores solos, bandas ou grupos musicais residentes em Mato Grosso do Sul.

Serviço – Devido a pandemia do Covid-19, a edição 2020 do projeto acontece por meio de lives nos meses de outubro e novembro, por meio de apresentações pelo www.youtube.com/fundacaodeculturamsoficial.


Deixe um Comentário




Veja também