04/12/2020



Sopa Paraguaia: Como esse bolo ganhou nome de sopa?

O Sul Mato Grossense traz a história do prato típico da região para você

Por João Paulo Ferreira - 30/maio/2020 - 8:56 | 7 comentários
Cultura


Como assim essa sopa não é líquida? Como no Mato Grosso do Sul as pessoas comem sopa ao invés de tomar? O Sul Mato Grossense explica pra você!

Uma das versões contada por historiadores afirma que tudo começou com Don Carlos Antonio Lopes, que foi presidente do Paraguai entre o período de 1841 a 1862 e que gostava muito da chamada sopa branca ou “Tykueti”.

Em um determinado dia o cozinheiro acabou adicionando à sopa branca mais farinha de milho do que o usual, e a deixou cozinhando dentro do forno, assim o “Tykueti” acabou passando de liquido a sólido. Quando experimentou o resultado do erro na receita batizou a nova iguaria de Sopa Paraguaia.

Outra versão diz que, originalmente, era uma sopa comum que os soldados paraguaios levavam para o campo de batalha durante a guerra do Paraguai entre 1864 e 1870. Mas como era difícil transportar o liquido nos campos, outros ingredientes foram sendo incorporados e a deixando ainda mais sólida e tomando a consistência atual.

Mas o que importa mesmo é que o prato fez tanto sucesso com a população que rapidamente passou a fazer parte das tradições populares paraguaias, tal como a chipa, chipa guazú e o tereré.

Basicamente a sopa paraguaia é um bolo salgado a base de milho, queijo, ovos e cebola, muito consumido no país de origem. Por causa da fronteira seca e forte intercâmbio cultural entre Mato Grosso do Sul e Paraguai, não foi difícil que o alimento ficasse popular também no estado brasileiro.

Para quem come a sopa paraguaia pela primeira vez, o nome causa muito estranhamento, justamente por causa da consistência. Mas logo o estranhamento abre lugar para a apreciação, e conquista quem quer que prove.

Segundo as receitas tradicionais, é muito importante que a sopa paraguaia não leve jamais fubá ou fubá soboró, mas o recheio está liberado. É comum encontrarmos cereais, verduras, carne seca ou o que mais a imaginação mandar. É muito comido como acompanhamento do pão, substituindo uma refeição ou como primeiro prato quente.



Comentários

  1. Silvia disse:

    Tem alguma coisa errada no texto “não leve jamais fubá ou fubá soboró”

  2. Silvia disse:

    A sopa é feita com fubá ou fubá soboró (tradicional) ou ainda farinha de milho

  3. Maria das Neves Domimgues disse:

    Sou flha de paraguai e moro na Inglaterra em Londres e faço spa paraguai aqui.Uso o flocào de milho da yoki ,que encontro nas lojas que vendem produtos brasileiros ou rede de supermercdos na parte que vendem produtos importados.E o queijo que uso é o cheeder que é tão comum como o nosso queijo caseiro ou o mussarela.. Fica uma delicia .Deste modo comsiguimps matar um pouco saudade de Naviraí minha cidade de de meu pai.Como nossas tradições já mais edquecemos.

  4. Claudia do Carmo Costa Lopes disse:

    Que legal fazer aí tão longe. Também morei em Naviraí. Moro no Estado de São Paulo e faço sempre sopa paraguaia aqui. Adoro!

  5. José Fernando Lourenço disse:

    Moro a +/_ 25 anos no lindo estado do ES, e como bom sulmatogrossense, trouxe essa iguaria para cá, é muita apreciada, bem como nossa Chipa, e o tereré.

  6. Francielle disse:

    Poxa e a receita? Kkkkkkl alguém pode passar?

  7. Anarlete disse:

    E a receita??


Deixe um Comentário




Veja também