13/07/2020



Equipe de robótica do interior de MS se classifica a etapa nacional de torneio

Time “Tupinambótica” criou tijolo feito de materiais sustentáveis

Por João Paulo Ferreira - 11/fevereiro/2020 - 14:58 | 0 comentários
Cotidiano


A equipe de robótica da Escola do Sesi de Corumbá classificou-se para a etapa nacional do Torneio de Robótica FIRST Lego League (FLL), que será realizada em março, em São Paulo (SP). Com o projeto “Adoblocks”, um tijolo feito de materiais sustentáveis, o time “Tupinambótica” ficou entre dois de maior destaque na etapa regional realizada em Brasília (DF) e irá concorrer ao prêmio “Global Inovation”, da organização norte-americana FIRST, e que reconhece as principais inovações desenvolvidas por estudantes de robótica em todo o mundo.

Reconhecidas por suas invenções, 20 equipes concorrem ao “Global Inovation” e recebem assistência para desenvolver soluções, sendo que a vencedora receberá US$ 20 mil. A professora Ellen dos Santos, que é técnica da equipe “Tupinambótica”, explicou que o critério para a escolha dos trabalhos que irão concorrer ao prêmio é de projetos que possam ser patenteados. “São projetos que se encaixam em temas globais”, disse.

Ellen dos Santos classificou a participação da equipe na fase regional como grandiosa e de muito aprendizado. “Uma frase define a participação dos alunos. Eles adquiriram muito conhecimento e desempenharam o papel deles com muita sabedoria, apresentado uma outra postura. Tenho muito orgulho da equipe toda, tanto dos alunos que foram até Brasília, como dos que fazem parte da equipe e não foram, mas participaram do projeto e deram seu apoio”, relatou.

Participantes

Matheus de Arruda Silva, integrante da equipe, disse que a experiência foi incrível. “Muitas equipes inspiradas e felizes e fazer parte de uma delas foi maravilhoso. Estar lá me fez perceber que cada dia de estudo e dando o tudo de si valeu muito a pena. Não só pela premiação, mas participar foi uma ótima experiência. Estou muito feliz e grato”, declarou.

O aluno Oliveira Arguero, 12 anos, outro componente do time, também destacou que todo o esforço da equipe foi recompensado. “Participar desse torneio é algo novo, principalmente para nós que somos uma equipe renovada. Pudemos ver que tudo valeu a pena e ao passar para a etapa nacional foi extraordinário”, ressaltou.

Também integrante do “Tupinambótica”, a estudante Maria Luiza Valente Silva completou que todos se esforçaram muito para chegar onde chegaram. “Com o apoio dos nossos técnicos e mentores, foi uma oportunidade inspiradora, conhecemos equipes muito boas e competidores legais. Todos nós nos ajudávamos e havia muita organização”, recordou.

O projeto “Adoblocks”

Intitulado “Adoblocks”, o projeto de pesquisa dos alunos da escola do Sesi de Corumbá consiste em um tijolo feito de terra crua de cor clara, fibras naturais (palha), citronela, uma espécie de repelente natural que espanta insetos atraídos pela palha, além de água, cal e pó de pneu.

A ideia é tornar o tijolo mais acessível à população de baixa renda, pois de acordo com a professora Ellen, mil unidades de tijolos convencionais em Corumbá custam, em média, R$ 900,00 e a mesma quantidade do tijolo sustentável custaria metade desse valor.

O torneio

O Torneio de Robótica First Lego League faz parte de um programa internacional de exploração científica que promove o ensino de ciência, tecnologia, engenharia, artes e matemática no ambiente escolar por meio de atividades lúdicas, desafia estudantes a buscarem soluções para problemas do dia a dia da sociedade moderna.

Os temas são diferentes a cada temporada. Neste ano, o tema é “City Shaper”, que dá aos estudantes o poder de ajudar a construir cidades cada vez melhores. Participam do torneio, estudantes de 9 a 16 anos de idade, de escolas públicas e particulares. Cada equipe pode ter de 2 a 10 competidores, com dois treinadores adultos. Ao todo são 100 equipes competindo.

Os alunos precisam trabalhar em sintonia tendo como base valores como respeito, ganho mútuo e competição amigável. Seguindo regras feitas especificamente para cada temporada, eles constroem robôs baseados na tecnologia LEGO Mindstorm, que devem ser programados para cumprir uma série de missões.


Deixe um Comentário




Veja também