08/08/2020



Mulher contaminada com covid-19 se recusa a ficar internada e hospital aciona a Polícia

Paciente passou por exames e foi recomendado que ela ficasse internada devido ao agravamento do quadro

Por João Paulo Ferreira - 21/julho/2020 - 10:59 | 0 comentários
Interior


Uma mulher contaminada com o novo coronavírus, moradora de Brasilândia, a 366 quilômetros de Campo Grande, se recusou a ficar internada após o quadro dela se agravar e o hospital precisou acionar a polícia para se resguardar sobre a situação.

Segundo boletim de ocorrência registrado pelo Hospital Júlio Cesar Paulino Maia, há cerca de duas semanas a mulher tem sintomas da covid-19, testou positivo e procurou atendimento médico porque estava com falta de ar, insônia, ansiedade e agonia, além de uma sensação de mal-estar e aperto no peito.

A paciente passou por consulta médica e exame de raio-x, sendo recomendado que ela ficasse internada devido ao agravamento do quadro. No entanto, ela se recusou e foi embora.

Em nota, a unidade de saúde esclareceu que “para se resguardar de qualquer consequência em relação à atitude desta paciente, o hospital registrou boletim de ocorrência como preservação de direito”.

Mesmo tendo se recusado a ficar internada, a paciente está sob monitoramento da Secretária Municipal de Saúde. ” O Hospital Dr. Júlio César Paulino Maia reforça a todos que caso estiver com sintomas da doença, que procure a unidade ou a Central de Campanha do Coronavírus para receber o atendimento adequado”.

A Secretaria Municipal de Saúde coletou o exame no dia 03 de julho e desde então, a paciente estava em isolamento domiciliar. A confirmação laboratorial veio no dia 13 de julho. Entretanto, como os sintomas estão ainda em evidência, o médico prorrogou o seu isolamento domiciliar.


Deixe um Comentário




Veja também