25/09/2021



VÍDEO: Advogado é agredido e arrastado pelo chão algemado pela PM

Vítima tentou intervir a favor de um flanelinha que estava sendo abordado também com violência pelos policiais militares.

Por João Paulo Ferreira - 22/07/2021 - 10:40 | 0 comentários
Brasil


Advogado foi agredido e arrastado pelo chão enquanto estava algemado por PM de GO

Integrantes da Polícia Militar de Goiás agrediram o advogado Orcélio Ferreira Silvério Júnior, de 32 anos enquanto ele estava algemado e imobilizado. As imagens da violência viralizaram nas redes sociais nesta quarta-feira (21).

O vídeo mostra o profissional levando uma série de tapas e socos e sendo arrastado pelo chão por um policial militar do Grupamento de Intervenção Rápida Ostensiva (Giro) após tentar intervir a favor de um flanelinha que estava sendo abordado também com violência pelos policiais militares.  As imagens foram gravados por populares que estavam na via pública em que o advogado foi agredido.

Vídeos mostram quando ele leva uma série de socos de um policial militar do Grupamento de Intervenção Rápida Ostensiva (Giro) enquanto era segurado por outros agentes e já estava algemado.

“Fui agredido dentro do pátio da delegacia, já entregue, e dentro da triagem também. Pedi socorro, e uma policial civil que não quis se identificar foi negligente no momento que estava sendo torturado”, denunciou o advogado.

Os PMs disseram que precisaram conter o advogado porque ele desobedeceu a corporação, desferiu chutes e mordeu o dedo de um policial.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que está tomando as medidas cabíveis para esclarecimento dos fatos e, se necessário, comunicará a Corregedoria para as devidas providências.

A seccional da OAB de Goiás divulgou nota em que repudiou o episódio de violência.  “A truculência e o despreparo demonstrados pelos policiais nos vídeos chocam, basicamente, pelo abuso nítido na conduta dos policiais, que agiram de forma desmedida, empregando força além da necessária para o caso, em total descompasso com as garantias constitucionais, legais, e até mesmo contra as disposições contidas no Procedimento Operacional Padrão (PO) da Polícia Militar de Goiás (PMGO).”

O presidente do Conselho Federal da OAB, Felipe Santa Cruz, também condenou as agressões. “Imagens enojantes de agressão (covardia) policial contra advogado em Goiás. Milicianos que inclusive sabiam que estavam sendo filmados. Imagine o que fazem sem testemunhas! Iremos acompanhar o caso e confiamos em punição exemplar. Solidariedade aos colegas goianos”, afirmou.

CONFIRA O VÍDEO:


Deixe um Comentário




Veja também